[Review] A Bela & A Fera


A adaptação do clássico da Disney, A Bela e a Fera, é talvez um dos títulos mais esperados do ano. Com participação de nomes como Emma Watson (Harry Potter), Kevin Kline (Um Peixe Chamado Vanda) e Josh Gad (Book of Mormon), sem dúvida a Disney estava preparando uma surpresa para fãs de animação.
Um dos convites mais lindos que já recebemos <3
 
Cenário belíssimo pare receber os convidados na première
Até mesmo o convite e o cenário da première foram dignos de príncipes e princesas, o que apenas aumentou o hype do público para a exibição do filme.
Logo no início, nos deparamos com uma jovem Bela julgada por todos de sua pequena vila, por ser uma moça muito a frente de seu tempo. Por gostar de ler e pensar em tecnologias jamais pensadas para a época em que se passa no filme, Bela é rejeitada por grande parte da cidade, a não ser pelo dono da Biblioteca que frequenta, seu pai artista e Gaston.
A partir da primeira música, todas as cenas são a representação exata da animação clássica e para quem se emociona facilmente, só o início já foi suficiente para arrancar algumas lágrimas do público, apostando na mesma cartela de cores do filme original e no mesmo clima desde a primeira música cantada.

O veterano Kevin Kline, interpreta o pai de Bela / Disney Media
Quanto as intepretações, todos surpreenderam, apesar da pouca expressão de Emma. A atriz se esforça para cantar e acaba por cativar o público com sua personalidade. Destaques valem para Ewan McGregor, que interpreta o castiçal Lumiere,para Sir Ian McKellen, que dispensa apresentações e está hilário como Horloge e por fim, o duo Gaston ( Luke Evans) e Le Fou (Josh Gad), que sem dúvidas foi o personagem favorito do público durante o filme inteiro.
Apesar da polêmica em torno de sua sexualidade, Le Fou surpreendeu na comédia, se assemelhando muito com sua versão original, porém ao invés de ser apenas um tolo, o escudeiro age como a consciência do Vilão Gaston, sempre tentando incentivá-lo a seguir pelo caminho do bem (sem sucesso, mas a tentativa é o que vale.). Muitos fãs disseram que sentiram falta de mais momentos LGBT, porém para olhos mais atentos, todas as cenas em que o personagem estava presente traziam um pequeno sinal de sua sexualidade.
Luke Evans está absolutamente hilário n papel de Gaston / Disney Media
Uma das melhores cenas é a dança ao som de "Gaston" no bar junto a Le Fou e grande parte da população da cidade. Alguns pequenos toques adicionados à letra apenas reforçaram a sexualidade de Le Fou e ainda trouxeram uma nova perspectiva ao personagem Gaston.

Fãs da Disney e de romance vão se apaixonar novamente pela trama, que trouxe uma das adaptações mais fiéis do cinema em anos. Lágrimas vão cair com certeza e você sairá do cinema com o coração leve e com um sorriso de canto a canto.

O filme entra em cartaz no dia 15 de Março em todos os cinemas do Brasil :)

Nota: 5/5

0 comments: